Eugênio Sales Queiroz

             Os noticiários ultimamente têm deixado o Brasil em choque ultimamente e claro isso acaba diretamente refletindo nas vendas das empresas.

            Mas se analisarmos bem, mesmo em momentos de “tsunamis” algumas empresas continuam gerando lucros e empregos.

            Mas como será que isso é possível?

            - É sorte.

            Pensam alguns.

            Mas digo com toda confiança, é Estratégia.

            Afirmo categoricamente que desde que o Brasil foi descoberto assuntos como: corrupção, crise, especulação, etc. fazem parte do nosso dicionário.

            O que é preciso fazer para que a empresa prospere mesmo em tempos difíceis:

            Primeiro: cair na real, ou seja, saber que precisa tomar medidas providenciais e certeiras.

            Segundo: elaborar uma ou algumas estratégias que possam ditar um novo rumo a seguir.

            Terceiro: colocar toda a equipe para trabalhar sobre o perfil das estratégias orquestrada.

            Quarto: não dar salto no escuro, ou seja, acompanhar de perto tudo que está sendo feito e produzido, para saber se o que foi planejado está gerando resultados positivos.

            Quinto: procurar pesquisar junto aos clientes o que a empresa pode melhorar para atender suas necessidades.

            Sexto: saber ousar com disciplina e dinamismo, mas tendo todo cuidado para não dar o passo maior do que a perna, ou seja, tentar fazer algo que a empresa não possa arcar com os resultados negativos que porventura aconteçam.

            Essas são medidas diretas, objetivas e transparentes que podem ajudar a empresa manter-se viva em momentos de tumultuados na economia, ou as pessoas estão pensando duas vezes antes de abrir a carteira.

            Uma coisa é certa, se nada for feito, nenhum resultado positivo aparecerá.